6 Maneiras de Reduzir os Custos da Nuvem do Azure

Email Corporativo

Você provavelmente conhece a Microsoft como a empresa por trás do Windows, mas seu negócio de nuvem Azure está pavimentando o caminho para em breve ser um grande gerador de receita para eles. Isso, por sua vez, abre a necessidade de adotar o gerenciamento de custos do Azure; especialmente para organizações que não estão gastando seu dinheiro de maneira inteligente.

A Microsoft se ressaltou no mercado de Nuvem com o Azure e construiu uma variedade de serviços em Nuvem que podem tornar os negócios escalonáveis, eficientes e econômicos. Porém quando a tecnologia é nova e as empresas continuam buscando a adoção sem planejamento prévio, isso pode levar a enormes contas de Nuvem.

A Nuvem é considerada a opção mais econômica, mas você só irá economizar muito se empenhar-se e implementar as melhores práticas para o gerenciamento de custos da Nuvem. Portanto, assuma o gerenciamento, não apenas a propriedade.

Este artigo ajuda você a criar estratégias para o gerenciamento de custos do Azure e evitar despesas desnecessárias em sua Nuvem.

1. Redimensione suas Máquinas Virtuais

Máquinas Virtuais oferecem várias opções de escolha, e esse número está aumentando a cada ano. O preço das VMs depende totalmente da capacidade de computação e armazenamento que cada VM oferece. Para otimizar o custo das VMs, você precisa executar as VMs em sua capacidade total. Embora o uso de VMs continue flutuando ao longo do dia, você pode analisar seu padrão de uso verificando suas métricas do Azure Monitor.

O dimensionamento correto de Máquinas Virtuais tem dois benefícios: garantir que você pode usar sua VM ao máximo e cortar o custo extra de faturamento, reduzindo o tamanho da VM.

2. Opção de Cobrança

O Azure cobra seus recursos de maneira diferente, baseado em quanto tempo você os disponibiliza. O preço dos recursos cai significativamente (pelo menos 50%) se você assinar o serviço por um longo período, como um ou três anos. Depois de selecionar o recurso necessário, é importante selecionar a opção de preço certa para reduzir a conta geral da Nuvem.

3. Transfira Carga de Trabalho para Contêineres

VMs são a opção de computação mais popular do Azure, mas não a única. Os contêineres são mais leves do que as VMs e são mais baratos devido ao seu menor tamanho e operabilidade mais rápida. Esse fator atrai muitas organizações para mudar de VMs para contêineres.

O Azure Kubernetes Service (AKS) é uma plataforma de hospedagem de contêiner totalmente gerenciada. O AKS tem recursos como atualizações com um clique, gerenciamento de recursos com base em assistente, controles de acesso com base em funções (RBAC), integração com Active Directory, monitoramento integrado e muito mais. Você pode aproveitar a combinação de várias tarefas em menos servidores. As Máquinas irtuais levam muito tempo de implantação se comparado aos contêineres.

4. Serverless Computing

Devido à necessidade de gerenciamento mais fácil dos recursos de TI, a Computação sem Servidor, Serverless Computing em inglês, também varreu o mundo da computação. Azure Functions é uma solução de Computação sem Servidor que permite executar código e funções sem a necessidade de alocar ou gerenciar qualquer servidor.

Ao usar as funções, os desenvolvedores só precisam escrever o código do Software como uma coleção de funções. O fornecedor Serverless Computing pega cada uma das funções e as executa em “Contêineres” paralelos que podem ser facilmente monitorados e escalados.

Serverless Computing é uma das receitas de sucesso para o gerenciamento de custos do Azure. Como você só precisa pagar pelos recursos que realmente usa, pode evitar o custo de aluguel e reserva de Máquinas Virtuais.

5. Altere arquivos para Cold Storage

Além da computação, o armazenamento do Azure é um serviço amplamente usado para armazenar todos os dados de seus aplicativos. O Blob Storage oferece opções duas opções de armazenamento: Warm foi projetado para os dados que são necessários e utilizados com frequência e Cold para dados raramente usados.

Se você tiver muitos dados que raramente usa, certifique-se de que eles sejam armazenados em Cold Storage, ou Armazenamento Frio em português. Cold Storage é mais barato em comparação ao armazenamento Warm. No entanto, o preço para acessar os dados do Cold Storage é muito alto. Portanto, tome sua decisão com sabedoria.

6. Escolha a Plataforma de Gerenciamento de Nuvem Certa para o Gerenciamento de Custo do Azure

Depois de esgotar todas as possibilidades de economizar dinheiro em suas contas de Nuvem por meio de seus próprios esforços, faz sentido escolher uma plataforma de gerenciamento de Nuvem. Isso ajudará você a revisar suas assinaturas do Azure e otimizar custos por meio de recomendações úteis fornecidas pela plataforma.

Uma Cloud Management Platform (CMP) que pode impulsionar a otimização de custos, mergulhando profundamente em todas as suas assinaturas e fornecendo recomendações inteligentes para otimizar o uso de armazenamento e seu custo, livrar-se de instâncias não utilizadas e aproveitar ao máximo sua Nuvem.

Centilytics é uma plataforma de Gerenciamento de Nuvem inteligente, ajuda a colocar o gerenciamento de custos do Azure em prática. Com ela é possível fazer a busca detalhada em seu custo, incluindo recursos marcados e não marcados.

Para ver a plataforma em ação agora, entre em contato com nossos especialistas e reserve uma demonstração aqui.

A Unodata atua como distribuidor oficial no Brasil da Centilytics.

Fonte: https://blogs.centilytics.com/azure-cost-management-6-best-practices/

Leave a Reply

Sign up to our newsletter!