Chega de apagar incêndios, TI estratégico é nosso Novo Normal!

5 minutes to read

Há anos, se alguém nos contasse que robôs iriam dominar funções ou que processos seriam automatizados e que, no meio de uma pandemia, a grande vilã do distanciamento das pessoas, na verdade as faria próximas, nós certamente não acreditaríamos nisso.

Mas nessa altura do campeonato, já sabemos que nessa complexidade do mundo VUCA, a tecnologia e a adaptação se tornaram o nosso Novo Normal.

Não é nenhuma novidade que todos os departamentos atualmente estejam imersos em tecnologias, fazendo dela aliada na execução de suas tarefas. Por essa razão ter um setor de TI bem desenvolvido e disposto a auxiliar se tornou, indispensável dentro das organizações. O que levanta grandes questões sobre o departamento de tecnologia da informação, que vem deixando cada vez mais de ser o bombeiro que apaga incêndios e só presta suporte, passando a ser chave e ter destaque no planejamento, diagnóstico de falhas.

A mudança de visão sobre o departamento, fez com que a rotina do setor se intensificasse. Afinal, ele teve que ter um conhecimento mais intenso dos processos de diversos departamentos para realizar um planejamento estratégico para si e para a organização de maneira geral. Ajudando inclusive no aproveitamento dos recursos existentes, sendo acionado e propondo opções viáveis e cada vez mais assertivas no remanejamento ou melhora de algum ponto específico.

O TI estratégico precisa de uma visão ampla, avaliando as condições internas e externas para contribuir no sucesso e na evolução dos processos. Quando há o lado estratégico no TI, os recursos tecnológicos, comerciais e humanos conversam melhor e rumam alinhados na identificação de oportunidades e realização de ações.

De maneira prática o TI terá poder de decisão e capacidade de sustentar exigências da empresa, dessa forma poderá atender melhor as demandas internas e proporcionar uma experiência ao cliente mais personalizada e humana.

Por que empresas precisariam de um plano estratégico dentro do TI?

O principal ponto é a competitividade. Empresas precisam constantemente mostrar algo muito além do comum, são os diferenciais que ganham os clientes, pois terão credibilidade e autoridade no assunto.

O segundo ponto é contar com as ferramentas certas para isso. Elas garantem a otimização de tempo e processos, aumentando produtividade e rentabilidade, reduzindo gastos e prejuízos e demonstrando um caminho melhor a se trilhar.

Aqui seguem pontos de relevância se quiser tornar do TI da sua empresa em um departamento estratégico:

  • Mudança de imagem

Antes de cogitar qualquer alternativa de estratégia, você precisa mudar a crença limitante de sua equipe e clientes. De maneira comum e simplista, as pessoas associam os profissionais da área como “o cara da TI”, “o pessoal do suporte”.

Geralmente eles só são consultados para apagar incêndios nas empresas, tendo poder de influência e decisão mínimos, mesmo sendo eles que cuidam de toda a vida da organização com o banco de dados. O primeiro passo é inteirá-los dos processos e ouvir seus pontos e conhecimentos sobre as áreas que transitam. Com esse feedback propor ideias e em reuniões permitir a maior participação destes, para que demonstrem e possam fazer apontamentos sobre o assunto.

  • Redução de custos

Durante a emissão de relatórios, fazer uma melhor gestão de gastos, alinhando investimentos de acordo com os reais objetivos da organização.

  • Alinhamento de diretrizes:

É essencial manter o departamento a par das atualizações, planos de negócios e sob constantes feedbacks que proporcionem o desenvolvimento.

Este departamento garante que necessidades e falhas sejam mapeadas, para que todos trabalhem de maneira unificada em focados em um único objetivo.

  • Otimização da segurança de dados e informações:

Com um TI melhor direcionado, é possível controlar de forma eficiente os dados corporativos e incentivar a conscientização dos colaboradores, o que garantirá uma melhor segurança da rede.

A Unodata por exemplo é uma empresa que fornece boas ferramentas para gestão de dados e e-mails, como o antispam que garante uma governança de dados bastante eficiente.

Além de tudo poderá contar com o arquivamento e backups de conversas e informações para fins de auditoria e com auxílio para utilização sempre que precisar.

  • Melhora de processos:

Com um planejamento efetivo o TI poderá otimizar e sugerir ferramentas que possam auxiliar os processos já existentes e atender de maneira mais eficiente o negócio.

  • Visão Sistêmica:

Ter esse departamento como aliado é de crucial importância nos negócios, afinal, ele transita por todos os departamentos, sabendo inclusive o calcanhar de Aquiles de muitos dos departamentos, por isso a opinião e a visão sistêmica deles é tão relevante no processo.

Empresas como a Unodata, contam com um suporte bastante estratégico e alinhado com as decisões, um tratamento humanizado e personalizado, disposto a sempre resolver o problema com o mínimo de dor de cabeça, se quer conhecer um pouco mais sobre e a nossa forma de trabalho, basta “clicar aqui”.

Você também pode gostar