Eu sou comum demais. O que um hacker ia querer comigo ?

5 minutes to read

De acordo com dados da Kaspersky, por meio de um relatório apresentado na terça-feira 04 de agosto de 2020 , Em suma 48% dos brasileiros não mudaram seus hábitos online. Então pensar que é comum demais não é uma boa ideia, esse pensamentos se tornou um paradigma, uma linha de raciocínio popular que gera despreocupação com recursos digitais, confiando demais e se protegendo de menos

Não é que o brasileiro não tenha consciência ou invalide sua segurança cibernética, a questão principal é a mudança de comportamento no mundo online, para que sua segurança não seja somente idealizada, mas sim concreta.

Quando falamos em mudança de hábito online, falamos das ferramentas utilizadas, falamos de regras simples para manter dados e informações seguras, além da taxa de exposição de informações pessoais cada vez mais crescente nas mídias sociais, um exemplo simples é sobre o uso de senha, é sabido que deve-se mudar senhas com certa regularidade, pelo menos a cada mês no máximo, mas a grande maioria das pessoas não tem esse hábito e nem pensa em mudar o comportamento atual.

A Kapersky também apontou as três eventuais causas da negligência da cibersegurança, no topo dos motivos com percentual 45% está o reflexo do fluxo da vida, a falta de tempo, alegando que a vida é corrida, mesmo conscientes que esse é um ponto de atenção, o segundo motivo com 36% é o fato do comodismo, pois pessoas se sentem seguras em realizar suas transações e processos financeiros por meios online,  para finalizar 33% deles apontam que se acham pessoas comuns demais para que hackers cogitem cometer algum crime para com elas.

Que a vida é atarefada nós já temos consciência, ainda mais inseridos na complexidade do mundo V.U.C.A, mas quando falamos de segurança, falamos de grande parte de nossa vida e da vida de nossa organização que fica à mercê de hackers, sem devidos cuidados e proteções, partindo do princípio que muitas pessoas de classe média ainda não tenha acesso à internet, então usam lan houses ou outros meios de acesso como “roubar” a rede wifi dos vizinhos, já imaginou quantas delas deixam as redes sociais abertas e tem suas contas hackeadas ou com brincadeiras de mal gosto, já analisou que se você acha simples usar o wifi sem permissão, imagine para um hacker que não encontra empecilho algum em suas contas ou meios digitais, pois em sua opinião, você é “comum” demais, entenda que enquanto você dorme há um universo em movimento constante, a internet, local que facilita e muito a vida de todos, mas que se não houver uso consciente, estaremos sempre vulneráveis a ataques cibernéticos, ninguém é comum quando se trata de pessoas más intencionadas.

Este ano e período que estamos vivendo, será um marco para humanidade, como o ano de avanço digital, então é claro que com isso surgiria o conceito de zona de conforto virtual, é possível notar que essas zonas, acabam por tornar-se as brechas que os hackers utilizam para programar seus ataques, afinal pela não preocupação com estes recursos digitais faz com que não haja prevenção dos mesmos.

Aqui seguem alguns conselhos que podem ser adotados para proteção:

  • Cuidado nos sites que acessam, principalmente em sua autenticidade, não confie seus dados em cadastros de sites pouco confiáveis, pesquise até que tenha uma certeza da legitimidade daquela página;
  • Cuidado ao colocar que dispositivos podem salvar suas senhas, em caso de furto ou perda, será infinitas vezes mais fácil de acessar seus dados, mais que isso, troque suas senhas constantemente para que hackers não tenham acesso fácil de seus dados;
  • Faça bloqueio de programas e downloads de programas com fontes pouco confiáveis;
  • Verifique seus perfis de mídias sociais, o excesso de informações pessoais neles, facilita e muito o trabalho de hackers em enganar você ou ter acesso a senhas e dados sobre você;
  • Utilize serviços de confiança como os da Unodata, com tecnologia do Can’it nosso Antispam é o mais completo, pois pode monitorar e avaliar minuciosamente através de testes em tempo real do que entra e sai em seu email;
  • Em caso de perda de dados ou uma invasão, vale muito a pena ter um registro de mensagens para fim de auditoria ou para uso diário e de processos mesmo, então ter uma ferramenta de Cloud Backup que segue a norma 3-2-1 é essencial para recuperação de dados importantes;
  • Utilize criptografia e recursos avançados de proteção, mude os hábitos e sai de sua zona de conforto virtual, não seja mais um peixe nessa rede cibernética, então esteja preparado.

Você também pode gostar